terça-feira, 3 de setembro de 2013

Então e quantos dinossauros já descobriste?

Como arqueóloga que sou, embora não exercendo (de momento, espero), noto sempre uma certa curiosidade em relação a profissão que escolhi. Se por um lado toda a gente é fascinada com este mundo, muito graças ao Indiana Jones e a Lara Croft, verdade é que, há quem ache que é uma profissão que no fundo, no fundo não serve de muito, ou não vivêssemos nós num país de doutores e engenheiros. 
Lembro-me que desde sempre foi o que quis seguir, que desde sempre fiquei petrificada a olhar para qualquer escavação que descobria em locais por onde ia passando, de modos que, se há pessoa que seguiu uma profissão por paixão, essa pessoa sou eu! 
Com o tempo, fui-me apercebendo de algumas lacunas e de alguns dissabores do mundo arqueológico, mas nunca, até hoje, perdi a esperança de um diz vir a exercer a profissão que mais gosto, no campo, a acartar baldes de terra cheia de pó e com o crivo como melhor amigo. 
Ao longo do tempo foram também várias as vezes em que fui confrontada com olhares reprovadores em relação ao que escolhi para futuro profissional, ou porque isso não serve para nada (serve, serve para me realizar e para me deixar mais feliz a cada nova descoberta), ou porque indirectamente insinuam que não era um sonho assim tão antigo, mas mais uma dificuldade em entrar noutro curso qualquer mais conceituado, ou porque ser engenheira é que está a dar, na área alimentar que os existentes são poucos. E é com alguma satisfação interior que por vezes explico a essas pessoas que nós não descobrimos dinossauros, que para isso há os paleontólogos. Por isso, é com grande satisfação que vi esta noticia, porque assim, pode ser que percebam de uma vez por todas que os dinossauros são animais que não nos assistem enquanto profissionais, embora os métodos de escavação sejam semelhantes. Creio que será assim a libertação à eterna pergunta: "então e quantos dinossauros já descobriste?"

1 comentário:

Neusa Ribeiro disse...

O importante é estarmos felizes... isso é o importante!

http://allaboutmebyneusaribeiro.blogspot.com/