terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Querido Pai Natal

O que te venho pedir não é muito e sei que já esta muito em cima da hora, mas hoje acordei tão frustrada, e com vontade de me atirar para o chão e chorar, com a minha vida que aqui estou eu, do meu trabalho (a única que trabalha hoje, pelos vistos) a escrever-te tão humilde carta.
Como sabes estou num estágio profissional, num escritório. Não é mau, que não é, mas também sabes que sou arqueóloga de formação. E era nisso que gostava de estar a empregar o meu tempo, tal como em formação relacionada com a minha área. De modos que é isto... a única coisa que te peço é um trabalho (na minha área não há empregos) em arqueologia. Pode ser na escavação mais longe de casa que houver, que o que eu quero mesmo é estar envolvida em terra e picaretas e crivos e etc...
Obrigada

Da tua D*

1 comentário:

a licenciada desempregada disse...

Tens de pensar positivo. Quando menos esperares, vais ver que te aparece um bom emprego e na tua área. Bom Natal.